Wulcan | Agência de Marketing Digital

Logo - Agência de Marketing Digital Wulcan

9 principais erros cometidos pelas empresas no Google Ads

Erros no Google AdWords: Os principais erros que as empresas cometem

Erros no Google Ads podem arruinar todo um negócio online e são bastante comuns. Ávidos por alcançar excelentes resultados, muita gente se esquece de prestar atenção ao básico, perdendo tempo e dinheiro.

Veja neste artigo alguns dos principais erros no Google Ads que são cometidos e avalie se você não está os cometendo em suas campanhas:

1. Não definir o público-alvo das campanhas

O público-alvo de uma campanha é o pontapé inicial para melhorar os resultados na gestão de links patrocinados do Google Ads, afinal, é para quem o conteúdo, ou até mesmo para quem a promoção, foi desenvolvida. É o público que tem interesse nos seus produtos e serviços mesmo que ainda não tenha conhecimento dessa necessidade e você deve estreitar laços com esse potencial cliente.

2. Muitas palavras-chave para um único grupo de anúncios

Um dos mais comuns erros no Google Ads é o uso de inúmeras palavras-chave em uma mesma campanha ou aplicadas a um mesmo grupo de anúncios. Mesmo que todas elas sejam fundamentalmente boas e possuam um bom volume de buscas, a junção pode prejudicar a lista de anúncios, podendo seu conteúdo ser associado a uma pesquisa que não se relaciona com sua oferta, diminuindo a credibilidade da sua página, além de prejudicar seu índice de qualidade.

3. Não realizar testes A/B entre grupos de anúncios

Criar testes que considerem palavras-chave, públicos e linguagens diferentes é um dos meios mais eficientes de não ficar investindo no que não garante bons resultados. Infelizmente muitas pessoas deixam de se empenhar neste quesito perdendo excelentes oportunidades.

4. Deixar de acompanhar as conversões no Google Ads

É importante investir para melhorar os resultados no Google Ads, porém, mais importante do que isso, é o acompanhamento que se segue após o clique. O que o usuário fez depois de ter interagido com o seu anúncio? Sua oferta gerou alguma venda? Fazer este acompanhamento permite que você encontre os acertos e erros da campanha.

5. Não considerar a baixa performance das palavras-chave escolhidas

A palavra-chave é a alma do marketing digital e deve ser observada em todas as etapas e fases da otimização de uma página e de um conteúdo. Prestar atenção na performance das palavras é a forma mais simples de melhorar resultados e economizar ao fechar estratégias certeiras e totalmente viáveis.

6. Não integrar o Google Ads ao Google Analytics

Quer mais detalhes e informações sobre o desenvolvimento da sua campanha? Então não deixe de integrar o Google Ads ao Google Analytics. Essa junção permite um olhar mais certeiro, apurado, que permite a profissionalização da sua página e conteúdo. Você pode saber, por exemplo, quais usuários que vieram dos anúncios avançaram pelo funil de vendas entre muitos outros recursos disponíveis.

7. Não trabalhar com extensões de anúncios

Atualmente o Google Ads dispõe de vários tipos de extensões de anúncios que podem melhorar a performance das suas campanhas. Entre elas, as extensões de chamada, frase e local, por exemplo, são oportunidades incríveis que merecem ser aproveitadas para melhorar a performance das campanhas, pesquise mais sobre essas opções.

8. Deixar de espionar a concorrência

Você conhece quais são os seus concorrentes locais? Sabe quais são os pontos fortes e fracos dessas outras empresas? É provável que sim! Mas, e no ambiente virtual? Você já teve a preocupação de conhecer mais a fundo com quem está competindo? Do mesmo jeito que no mercado regional, este tipo de conhecimento permite que sejam feitas melhorias e novas estratégias. Não deixe passar a oportunidade. Analise as landing pages, textos dos anúncios, horários de exibição, posicionamento médio e todas as informações relevantes dos seus concorrentes.

9. Anunciar diretamente a página principal do site

Outro erro no Google Ads comumente observado entre os anunciantes é o de fazer linkagens apenas para a página inicial do site, ao invés de direcionar os usuários para landing pages específicas e focadas em conversão. Esse erro, vale ressaltar, reduz muito os ganhos da empresa, que perde devido a impaciência do usuário em procurar o que precisa dentro do site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *